MICROAGULHAMENTO

 O microagulhamento é um tratamento em que são usadas diversas agulhas esterilizadas e de aço cirúrgico dispostas em um rolo (que tem, em média, 200 agulhas). Esse rolo é aplicado na pele, provocando pequenas punturas, aumentando a vasodilatação, estimulando a formação de colágeno e também aumentando a absorção de alguns medicamentos direto na pele, o chamado drugdelivery.

Esta ação desencadeia mediadores químicos que estimulam os fibroblastos a produzirem mais colágeno e elastina para restaurar a pele danificada. Com este aumento na produção dessas substâncias, toda a pele é reestruturada e beneficiada com a reorganização das fibras internas, o que leva à diminuição das rugas, das cicatrizes de acne, resultando em uma pele mais firme e com mais viço.

Dessa forma, o microagulhamento pode ser usado para diversos problemas de pele, como envelhecimentoflacidez, cicatrizes de acne ou queimaduras, estrias e manchas na pele.

O procedimento é realizado com anestesia local ou bloqueio anestésicoe, comumente, bem tolerado pelo(a) paciente. Podem ocorrer dor, eritema (vermelhidão), formação de crostas (casquinhas), inchaço ou irritação, a depender da sensibilidade do paciente, mas em geral são lesões brandas que passam em poucos dias.O Microagulhamento cria orifícios minúsculos na pele que se fecham em minutos, sem deixar marcas na epiderme. O sangramento cessa após alguns minutos e o eritema desaparece após algumas horas. Portanto, o(a)paciente não precisa afastar-se por tempo prolongado de suas atividades diárias.

Para o melhor resultado, recomenda-se de duas a quatro sessões, com intervalos de seis a oito semanas entre elas, o que será avaliado pelo médico, de acordo com o objetivo e o tipo de pele e lesão de cada paciente.Os resultados são percebidos após dois a três meses, uma vez que a formação do novo colágeno é um processo gradativo.

ORIENTAÇÕES PRÉ-PROCEDIMENTO:

  1. Evitar exposição solar e aplicar protetor solar/bloqueador topicamente por, no mínimo, duas semanas antes do tratamento;
  1. Medicações tópicas devem ser suspensas três dias antes do procedimento a critério do médico.
  1. Informar ao médico durante a consulta se faz uso de algum medicamento, bem como histórico de saúde, sensibilidade e alergias, bem como se houve algum tipo de bronzeamento.

ORIENTAÇÃO PARA O DIA DO PROCEDIMENTO:

  1. Chegar com 30 minutos de antecedência para realização de fotos e aplicação de anestesia da região que será tratada, a critério médico.

ORIENTAÇÕES PÓS-PROCEDIMENTO: 

  1. Evitar tocar (ficar “cutucando”) e esfregar agressivamente a pele tratada;
  1. Evitar a esfoliação tópica por quatro semanas;
  1. Evitar ao máximo qualquer tipo de exposição solar.

 

COMPLICAÇÕES E POSSÍVEIS EFEITOS ADVERSOS:

  1. Hipopigmentação;
  1. Hiperpigmentação temporária;
  1. Dor transitória e sensação de queimação podem surgir imediatamente após o tratamento, mas são rapidamente resolvidas;
  1. Pacientes com história de herpes simples podem ter uma reativação desta ocorrência;
  1. Formação de cicatriz hipertrófica (dura e avermelhada). Tal possibilidade aumenta principalmente se o(a) paciente estiver bronzeado(a);
  1. Reaparecimento da lesão (raramente) ou do problema tratado.